Preços de produtos em supermercados da Capital caem 3,46%, aponta pesquisa Notícias de Economia



O valor total dos preços dos produtos pesquisados foi de R$ 424,01. Houve uma redução de 3,46%, comparado ao mês anterior, R$ 439,23. (Foto: Júlio Caesar/O POVO)
O valor total dos preços dos produtos pesquisados foi de R$ 424,01. Houve uma redução de 3,46%, comparado ao mês anterior, R$ 439,23. (Foto: Júlio Caesar/O POVO)

Os preços de produtos nos supermercados da Capital passaram por uma redução de 3,46%, conforme resultados da nova pesquisa do Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza), divulgada nesta terça-feira, 12. O levantamento foi realizado entre os dias 4 e 6 deste mês, no qual a soma dos preços foi de R$ 424,01. No mês passado, o total dos produtos pesquisados foi de R$ 439,23.

Mais de 60 produtos nas categorias de alimentação, carnes e aves, padaria, refrigerantes, frutas e verduras, higiene pessoal, limpeza doméstica, além de cuidado e higiene infantis, foram pesquisados em 10 supermercados diferentes, distribuídos pelos bairros de Fortaleza. A Regional do Centro foi a maior em preço total médio (R$ 475,57), seguido da Regional III (R$ 473,57), II (R$ 447,59), VI (R$ 423,74), V (R$ 422,23) I (R$ 360,75) e IV (R$ 344,59).

As variações vão desde os preços dos produtos de cuidado e higiene infantis (8,44%) até as frutas e verduras (250%). Entre eles, as cinco maiores foi na categoria de frutas e verduras, nos quilos de tomate (R$ 2,28 a R$ 7,98 – 250%), alho (R$ 7,90 a R$ 26,98 – 241,51%), mamão (R$ 1,18 a R$ 3,49 – 195,76%), pimentão (R$ 2,99 a R$ 7,98 – 166,88%) e cebola (R$ 2,45 a R$ 5,99 – 144,48%).

“É necessário que o consumidor analise os encartes distribuídos, tendo bastante atenção nos produtos em promoção”, orienta a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos. Caso seja encontrado diferença de preços nas prateleiras e no valor do produto apresentado nos caixas, “é preciso exigir que o preço seja o mesmo que foi divulgado. E caso ocorra diferença de preços, o consumidor tem o direito de pagar sempre o menor valor”.

Dicas e direitos

O Procon Fortaleza separou uma lista de orientações para o consumidor:

– Verifique as datas de promoções e dias de ofertas;

– Analise os encartes distribuídos como sendo de produtos promocionais e exija os mesmos preços praticados nos caixas. Se houver divergência, o consumidor tem o direito de pagar sempre o menor valor

– Avalie e faça as contas com as despesas mensais, como mensalidades escolares, impostos parcelados e outros;

– Faça uma lista dos produtos que realmente precisa comprar;

– Evite realizar as compras com fome ou acompanhado de crianças;

– Pesquise preços e verifique a melhor forma de pagamento e descontos nos pagamento à vista, em dinheiro e no cartão de crédito;

– Confira a data de validade dos produtos;

– Nem sempre o produto com tarja vermelha é o mais barato. Procure a categoria do item exposto como promocional e escolha um produto que seja mais em conta. Certamente, você sairá economizando;

– Na entrada de lojas e supermercados, por exemplo, normalmente são colocados produtos que induzam o consumidor à compra. Portanto, evite-os;

– Alimentos congelados devem ser colocados por último no carrinho para que sua qualidade não seja comprometida.

A pesquisa pode ser acessada na íntegra pelo aplicativo “Proconomizar”, disponível nas plataformas Android e iOS. Caso haja práticas abusivas, os supermercados podem receber multa de R$ 852,14 a R$ 12,7 milhões.

Larissa Carvalho

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments